- About me -

Nome: Thais Thederich
Idade: 19 anos
Email: tats.now@hotmail.com

"... Minha alegria também vem de minha mais profunda tristeza.."

- Where am I -

:: Orkut :: Músicas :: Livros :: Twitter :: Seriados

- Today it's.. -

- Past -

Uma imagem vale mais que mil palavras.


09:34 |

Já faz mais de um mês que tento lembrar de uma lembrança feliz e realmente foi difícil, ainda mais que desde a última vez nada melhorou.

Primeiro eu agradeço a todos os comentários tão gentis, me deu uma vontade enorme de abraçar todos agora. E estou disposta a levar a sério essa minha terapia que é escrever. Só assim consigo descarregar tudo aquilo que fica pesando no peito.

Enfim.. Quando criança eu tive inúmeros momentos “felizes”, a maior parte deles na praia com meus pais. Uma grande ironia já que uma vez, ou muitas vezes, disse que não gosto.

Mas a quanto tempo faz que não me sentia assim?!

Hoje estou mal, mas é assunto para outro post, talvez.

 

O que quero dizer é que.. Hoje tenho uma nova lembrança realmente feliz. Embora boba e estranha. É que a companhia faz toda a diferença nesses casos. 

Em um domingo tive uma leve crise e resolvi sair a qualquer custo. Fui a um lugar longe, do qual não gosto e com músicas também que não me agradam. As pessoas não me interessavam e eu podia ter perdido a noite, mas revi uma grande amiga que cresceu comigo e compartilhou momentos importantes com essa pessoa de coração um tanto fechado. Primeiros beijos.. Medos.. Amores e aquela fase em que meninas deixam de ser meninas.. Esse reencontro foi muito importante para mim embora não tenha demonstrado. De todo jeito ela sabe que foi. E não somente ela, mas pude conhecer melhor um amigo com quem não fui muito legal no começo, mas se mostrou extremamente especial nesse dia. Bebemos, conversamos, não dançamos.. Saímos em busca de um lugar melhor.. Sorvete de madrugada.. Uma longa caminhada atrás de um ônibus para casa.. Mais conversas.. Um nascer do sol bonito no centro da cidade em um ponto de ônibus..

Coisas pequenas e simples + pessoas especiais fizeram mais uma noite furada ser o máximo para mim e um momento para ser guardado. 

 

Ps: Gaby, espero que você esteja melhor.. de todo coração. *-*

 

Agora que venha New Moon.. Quem vai na estréia? Eu voooouuu, \o/ , com a minha BFF Nataly.. Pois é, ainda tem gente que me tolera. :p

 

xoxo pessoas.

04:32 |
I'm Sorry.

Hey.

Tudo bem, eu estou em falta com esse pedaço de mim mas...

Não vou inventar desculpas no momento. Minha vida anda um saco. Uma bagunça completa. Talvez metade das pessoas que passem por aqui não me entenda, e a outra metade me ache uma fresca sem mais o que fazer. Eu acho que sou apenas uma adolescente tentando encontrar o próprio caminho. Alguma motivação. Algo que me faça sorrir novamente.

Não um grande sorriso amarelo, eu quero aquele sorriso idiota de orelha a orelha. Eu quero sentir um friozinho na barriga como no primeiro dia de aula. Eu quero sentir alguma coisa. Qualquer coisa.

Tudo anda tão confuso, tudo anda tão sem graça. As pessoas andam me assustando e decepcionando. E não sei por quanto tempo mais eu consiga agüentar. Então eu estou me fechando. E nesse casulo os meus sentimentos não são feridos, mas também não são compartilhados. Enfim, por falta de sentir, eu esteja em falta comigo, e com todos a minha volta, e com tudo. Só quero voltar a ser o que era. Uma criança com o sonho de salvar o mundo. De curar uma doença terrível. De acabar com a dor, a fome e a violência.

Uma hippie talvez, em busca da tão sonhada paz e do tão desejado amor para todos.

Agora estou me afundando em músicas, e livros e seriados. Tudo o que possa me transportar para um novo mundo. Um bom lugar seguro, que me faça esquecer o que não posso ser e me faça sorrir mais uma vez, só mais uma vez.
Então é isso... Simplesmente e completamente eu me expondo para quem quiser ler.

 

Agora vou propor algo. Talvez não queiram participar, mas é assim, eu quero que quem for comentar, não me dê conselhos. Eu quero conhecê-los melhor, então é isso, vou fazer uma pergunta e quero que me respondam. Ok? Aqui vai. Qual a lembrança mais feliz da vida de vocês?

 

Então guys, é isso, até logo. Beijinhos e obrigada

13:02 |
A last sunday "perfect"

Ao que tudo parece, nada realmente mudou. Ainda reclama sobre tudo. Nada em mim está bom. Nada do que faço merece elogios. Você é branca demais. Seu desodorante é doce demais, estou com o nariz entupindo por causa dele. Você tem que comer, você tem que parar de comer, você isso e aquilo. Falar é tão fácil. Pelo menos com o cabelo você não se preocupa mais. A altura e a cor estão boas? Ao que parece sim, já que não houve reclamação, elogios são dispensáveis.

O mesmo diálogo tão previsível e a tensão na proximidade. E o seu jeito desengonçado ao me beijar me dá vontade de rir. Sei que não é costume seu e sei que está se esforçando. Eu agradeço. Eu quem sou muito apressada com tudo, e ando pensando em tantas outras coisas. Incomodando-me tanto com coisas pequenas. Deveria relaxar agora, mas só ando mais ansiosa.

Domingo foi tenso. Praia, pai, Amanhecer, ex-mulher chata do pai, irmão pentelho, primos gritando dentro do carro e ipod sem bateria. Desesperada com um e-mail que até hoje não sei se foi certo ter enviado. Seus torpedos ainda guardados. Eu ando tão confusa e assustada que não paro mais de pensar nisso.

- I luv you girl <3 – Me questiono se isso é mesmo verdade, ou... Não quero imaginar o fim dessa frase. Só quero poder te entender. É cada um que me aparece. Pai, amigos, garotos. Por que eu atraio sempre os mais complicados? Os problemáticos? Hey, eu estou tentando ser normal. Está difícil de notarem.

Agora vou me afundar em algum livro ou assistir algum filme bobo porque não dá pra me prender tanto assim em você. Se ao menos eu pudesse deletar sua música do ipod. Já tentei, mas, ela continua lá, me trazendo tantas lembranças.

Obrigado por existir, e retiro o agradecimento porque isso não está me fazendo bem. Beijos my baby.

 

Ps: A ponte Rio-Niterói estava especialmente encantadora esse domingo. Com o ipod recarregado na casa da tia e as cores de um fim-de-tarde me fazendo viajar em bons pensamentos. Falling in Love tocando e seu sms em minhas mãos. Nem os gritos, reclamações e puxões de cabelo fizeram eu perder o sorriso no rosto. “I will love you better <3” eu nunca irei esquecer. =D

14:09 |
Quem gosta levanta a mão o//

 

Hoje me deu vontade de falar sobre música e eu vou falar sobre o Arctic Monkeys.

 

Sem pretensão nenhuma. Até porque sou a pessoa menos indicada para fazer críticas ou algo do tipo. Só queria “apresentar” uma das bandas britânicas que mais gosto para quem provavelmente ainda não conheça e descobrir quem passa aqui e gosta deles tanto quanto eu.

Como já havia dito é uma das que mais gosto só que não irei rotulá-los como indie ou british rock ou blá blá blá. Eu odeio e me confundo sempre com todas essas denominações que surgem cada vez mais por aí. Eu fico no meu básico – metal, grunge, pop, punk ... – o resto eu deixo pra quem entende.

Nem me lembro como passei a escutar o AM, mas deve ter sido lendo alguma revista. Eu já curtia Franz Ferdinand e só me lembro que rolou uma comparação, fiquei curiosa e procurei pela banda.

Sou a criatura mais alienada sobre, digamos, todos os assuntos. Isso inclui música, mesmo passando metade do dia com fones no ouvido e algum livro (ou revista) nas mãos.

O fato é que passei a gostar de cara  do “barulho” deles e queira dividir com vocês, já que esse ano eles tem um novo álbum: Humbug. Que eu amei ( era pra ser lançado só dia 24/08 mas vazou na net, como sempre).

Se Noel Gallagher (Oasis), a quem quase nada agrada (por favor, não em espanquem, eu amo Oasis também) curte o som do AM, no mínimo eles merecem uma chance, certo?

Eu particularmente duvido que alguém aqui já não tenha ouvido pelo menos uma música, mas no MSN encontrei uns 2 ou 3 indivíduos mais no espaço do que eu. E se você é mais um deles eu acho que deveriam dar um crédito e escutar pelo menos uma música dos caras.

 

Eu fiz uma conta no Last.Fm (eu aqui) a quase 1 ano para me aproximar mais da música e quem tiver pode me adicionar lá. Adoro novos contatos e quem sabe novos amigos.

 

Aqui vai alguns links para quem quiser fazer download do som dos caras. Eu sei que é errado mas, penso em primeiro saber se gosto e só então vou lá e compro. Não vou gastar meu dinheiro em algo que não vou curtir né? ;D

 

Cd’s :

-> Whatever people sai I am, that’s what I’m not (2006)

->  Favourite worst nightmare (2007)

->  Humbug (2009)

Ep’s :

->    Who the fuck are Arctic Monkeys (2006)

->    Covers Mixtape (2008)

 

E um vídeo claro, como sempre.. *--*

 

 

 

Kisses dear. Estou tentando ser mais freqüente, notaram?

 

Ps: Logo trocarei o layout do blog para um com o Mcfly feito pela minha fofa Daday do blog Daday Zone.

 

 

20:23 |
Se as palavras não são ditas, as escreverei para você.

 

Ele disse que me ama!!!

Depois de 19 anos e um dia dos pais pior do que qualquer outro que eu possa lembrar ele veio e me disse, e eu não fui capaz de dizer o mesmo.

Ele me disse que sou fechada e vivo em um mundinho particular que criei em meu quarto. Que estou num casulo escondida, maybe. Mas como ele pode saber? Nem lembrava minha idade.

Me senti mais só do que o normal e então tivemos uma longa conversa. Choro e acusações, um passado que me doía e não me deixava seguir em frente. Então ele me disse que foi o melhor presente que já recebeu. Quer mudar, ser meu amigo e mais presente. Escutei 3 palavras que acho nunca terem sido pronunciadas por ele antes.

Sim! Meu pai é meio seco e acha que dinheiro é a mesma coisa que atenção e carinho. Acha que sou como minha irmã mais velha (meio-irmã por parte dele). Sempre generaliza quando o assunto é parente. Fala mal da minha mãe e da família dela. Como se a dele fosse muito melhor (acredite, está longe disso). Mas todos têm seus defeitos, e ele é o cara que mais admiro em todo esse mundo. Justo quando escutei tudo o que queria todos esses anos, eu congelo. As palavras não saem e eu perco minha voz literalmente. Só hoje ela está voltando. É muito azar para uma pessoa só.

 

Só queria dizer que também te amo pai. Te admiro e nada do que fizer mudará isso. Você é meu exemplo, em tudo o que faz e quero vencer e ser alguém tão forte quanto você. Sou sensível e chorona mas um dia eu consigo. E tudo o que faço é esperando sua aprovação. Ver seus olhos brilharem de orgulho. Um brilho que também nunca vi. Você é e sempre será a pessoa mais importante na minha vida, nunca duvide disso.

Me desculpe pelo domingo. É que não soube o que fazer, fui pega de surpresa. Mas queria te dizer..

 

Eu amo muito você. Para sempre.

 

(lembra desse dia? eu lembro. Disse que não gosto de praia, e não gosto, mas estava com você, e eu estava feliz.)

 

Passei o domingo escutando essa música. Só que quem cantou e tocou foi um “amigo”, e eu acho a versão dele melhor. Fato. Mas a música é bonitinha, e me fez chorar demais (Se me chamar de emo, vai perder seu tempo, nem ligo). A voz do Yoh é melhor, pena que não dá para pôr aqui.

 

 

 

Finalmente terminei de ver a segunda temporada de One Tree Hill, again. E lendo muitas fics. Do McFly, amo. E agora escutando shesgotstyle – nevershoutnever! No mp4. Sorry, sou viciada mesmo.

 

Thank’s now por chegarem até aqui e comentarem e me agüentarem principalmente. Adoro todas vocês girls. Ah, e algum boy que tenha passado por aqui também. ;D

 

XOXO

 


20:41 |
Quanta saudade do meu cantinho...

 

-Depois de muito tempo consegui voltar e cheia de lembranças de ótimas “férias”.

Não deixei de estudar, claro! Isso é uma coisa que eu adoro fazer. Bem, digamos que eu goste de saber, conhecer, descobrir coisas novas. Mas matérias de faculdade, trabalhos e aquelas toneladas de textos que enfiam pela goela dos alunos é algo que eu sempre vou ser meio relaxada, o compromisso com as coisas não me agrada. Algo que falo outro dia.

Mas voltando. Por enquanto que não posso entrar em um curso de inglês (o que está nos meus planos a algum tempo) vou enrolando  em um site interessante e estou aprendendo até que bem. Quem sabe em Janeiro já pulo alguns níveis com o que aprendi. *-*

Ah, o link do site: Livemocha. E eu encontrei em um blog que amo futucar, muito útil pra mim : Garotas Nerds.

 

-Esse sábado fui a uma boate até que bem cool.

A Six teria sido melhor com umas 50 pessoas a menos. Talvez isso desse jeito. Não consegui entrar nas pistas e quando conseguia era esmagada, pisoteada ou agarrada. Quase fiquei careca (traumatizada). Ninguém conseguia dançar por falta de espaço. Só se podia pular e correr o risco de pisar no pé de alguém, arrumar briga e os etc.. Ou então ficar balançando a cabeça. O que me salvou em muitos momentos foi o barzinho da entrada com mesinhas e uma mesa de sinuca. A escada que dava para as mesas e talz.. Adoro sentar em escadas (complexo de mendigo talvez). Só o que me deixou um pouco desconfortável foi os bancos, altíssimos. E eu que não sou tão baixa tive dificuldade em subir e morta de medo de virar pra trás e cair lá no primeiro andar. Um bêbado qualquer ainda despenca de lá algum dia. A grade é muito baixa, o banco chega a ser mais alto. Fiquei bem longe dessa grade, do jeito que tenho sorte e com todo meu estilo desastrada, acidente na certa. Não que eu seja bêbada.

E o que serviram pro povo beber era bem ruim. Água, vodka e soda. Mais água que qualquer coisa e gelo pra ficar mais aguado ainda. Pelo menos bebi vodka com redbull que a Rafaela (aniversariante que me pôs na lista dela sem nem me conhecer. Que cara de pau eu, de penetra) distribuiu pro povo, ganhou a garrafa de presente da boate. Guria legal a Rafaela. Adorei e acho que nos demos bem.

Fui para acompanhar a Bruna. Uma menina gordinha, filha de uma amiga da minha mãe, nem falo com ela direito, mas estava muito afim de sair e topei. Já sabendo que lá iria ficar de canto. E realmente, não deu outra, no começo estava eu lá de canto, sem conhecer ninguém, quietinha e altista do jeito que eu adoro ficar. Aquela cara de paisagem. Só que tem limite pra ficar de canto. Espero não ter chateado nem feito ela ficar com ciúmes.

A Carol chegou com o namorado, e então dois deslocados no meio das meninas fofocando. Começamos a conversar, nos demos muito bem. Sempre me dou melhor com meninos mesmo e principalmente namorado dos outros, faço companhia a todos e nunca arrumo um pra mim. Depois de conversar e brincar e dançar com ele, infelizmente teve que ir embora mais cedo, estava doente. Aí fiquei com a Carol mesmo, conversamos e dançamos juntas. Bebemos bastante , o que me fez dançar até funk. A Bruna infelizmente quem ficou de canto. Posso fazer nada, tentei ser o mais calma e não me meter nas amizades dela mas me entediei e tive que me misturar.

Me surpreendo em como faço amigos rápido quando quero. Nem tão anti-social assim.

Enfim, uma noite que tinha tudo para dar errado e mesmo assim eu amei ter ido. Não me arrependo mesmo. Tirando que todas estavam de salto, chiquérrimas e eu sendo a única de all star, entre as garotas claro. Agora meus pés estão super bem e os delas que só se vê bolhas. xD

Depois de chegar 7 da manhã em cada não agüentei acompanhar o povo aqui de casa pra Araruama e fiquei dormindo o domingo quase todinho.

 

-Agora... Que venha o próximo sábado, niver do meu friend gatíssimo Marcelo dia 8 e vamos reunir o povo da antiga no shopping, entornar algumas e contar as novidades de 1 ano. Faz mais de 1 ano que não nos vemos. =(

E dia dos papis, claroooo. Não posso esquecer. Sair com papai que vejo uma vez por mês quando tenho sorte. XD

 

-Agora um clip que eu nem sabia que tinha, vi a poucos dias na MTV se não me engano. Se não foi MTV, era Multishow, mas estava sem legenda, então é MTV mesmo. XD

Nevershoutnever! – Bigcitydreams. (Amo demais essa música)



21:30 |
Design e Desenvolvimento por Dani Danczuk © sinopse.org ♥ 2006-2009